segunda-feira, 15 de junho de 2009

Sabrina saiu sonhando sem sequer saber sobre sua seqüência.
Sentou-se satisfeita seguindo seus sentidos soltos, sensivelmente sãos.
Sacou seu sanduíche saboreando solitária.
Sorrindo, simpática, semeando secretamente sua serenidade.
Silencioso sábado, saudoso sol sobressaindo.
Semblante sereno, sem saudade.
Sabrina seguia sem saber...

Débora Borsatti

26 comentários:

Prole da urbe disse...

gostei! nada de sentimentos piegas, apenas a contemplação.
eu tenho um texto poético sobre a contemplação, se desejar ver...
http://proledaurbe.blogspot.com/2009/06/reflexoes-sobre-arte.html

abcs

http://proledaurbe.blogspot.com/

War Inside My Head disse...

Gostei bastante, o blog é bem bacana...
http://yaseryusuf.blogspot.com/

Eduardo disse...

Legal, a Sabrina parece ser bem normal e natural, mas tambem calma e feliz.

Parabéns!

Gabriezita disse...

Primeira vez que passo por aqui. Adorei teus poemas e pensamentos.[

Beijoooos

Rubens disse...

Ela é bem centrada em suas coisas, não se envolve muito.

Adorei a dica de As Brumas de Avalon

BLOGdoRUBINHO
www.blogdorubinho.cjb.net

V disse...

Nossa, fazia mto tempo q eu nao vinha no seu blog, parece diferente por aqui!
Gostei mto desse post!!

Passa lá em casa tbm
www.teuculazarento.blogspot.com

Inez disse...

Genial e muito criativo, isso que chamo de A Arte de Escrever. Conseguir fazer um poema utilizando sempre a mesma letra no início da palavra, muito bom mesmo.

Janine disse...

Não é todo mundo que consegue trabalhar tão bem com aliteraçãoes! parabéns!

john disse...

Fiquei intrigado!
vou acompanhar, para ver o desenvolvimento do blog. não serei puxa saco como muitos que deixam o comentário apenas para expôr o link do próprio blog(por sinal, uma falta de respeito para com o colega blogueiro, e principalmente desmerecimento do post)apenas direi, que achei interessante e intrigante e vou acompanhar.
abraços

Marton Olympio disse...

Muiiiiiiiiiiiiito bom.
Isso que acho que falta por ai, nos Blog poetas: exercício com palavras.
Pq rimar amor, com dor, coração, com apixão, é mole.
Se tornar um espécie de escultor de palavras que é o desafio.
Parabéns poeta!
Muito bem mesmo.
Aliteração, sofisma, hipérboles, rimas ricas, pobres...
E espero que não esqueça que o trabalho é esse: carpintaria.
E testar formatos, fontes, formas sem medo de ser feliz.

beijos
http://martonolympio.blogspot.com/

Tchezar disse...

que bacana!! criatividade em alta na língua so "s", rs!!
muito bom!!

bjo

disse...

Sem saber se o semblamte de quem o lê sonha solitario com Sabrina e suas soleiras santas.
Beijos

Sandro S. Sorte disse...

O poema combina com meu nome: Sandro Souza Santos!!

TRΛИSĞRЄSSIVΛS disse...

tudo com S né?

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

adorei

parabens pelo grande grau de dificuldade.

Marcus disse...

Legal.. já tinha visto um texto assim do Chico Anisio, só que com letras "M",
Bem loca a foto da guriazinha na arvore o.O

da uma força la no meu:
http://limaoouqueijoralado.blogspot.com

Fábio Flora disse...

Sssssssssssurpreendente! Abraços e ssssssssucesssssssso com o blog!

Arthur Alves disse...

Sabida Sabrina, seriamente solitária, sustentou-se sozinha seu sentimento sereno... Sabida Sabrina, saiu sem saber...

(Nada a ver o que eu disse... rsrs)

Abraços

Rubens disse...

Realmente sabrina é muito serena.



BLOGdoRUBINHO
www.blogdorubinho.cjb.net

Fábio disse...

sua escrita é suave , bastante prazerosa!

Saulo Lopes disse...

Gostei da foto do cabeçalho do blog, rsrsrs...



Gostei do teu blog, é bem bacana! Parceria?

Visite-me se não for muito incômodo.

http://saulolopes.blogspot.com

Abraço

Adriano VIana disse...

Muito bom o texo!
Parabéns pelo blog!!!
Abraço e sucesso!!

Wanessa Lins disse...

Sabrina Simples devia se chamar... gostei! Sonhando sempre sem saber o final...apenas sonhando.


;**

beijos

fabriciobezerradaguia disse...

serviu sertinho postar esse texto numa segunda feira.eu queria ser criativo comentar só com esses

Doces Deletérios disse...

Uma composição ótima com S's.
Ficou sonora e contemplativa! Criativíssima.


Beijos
www.lizziepohlmann.com

Jéssica Modinne disse...

*-*
Genial!
Queria saber escrever assim, combinando as palavras de forma certa... Parabéns.
Ah, obrigada por comentar no Hoppípolla!
Vou linkar o seu blog, ok?

tchauzinho ^^

www.hoppipollablog.blogspot.com

Perisco disse...

É uma forma de poesia que requerer muito trabalho. A poesia aliterante pois tem de se começar qualque palavra existente no poema sempre com
a mesma letra.

Parabens à autora desde o Alentejo Portugal, António Deodato